Eventos

Grupo L. Formolo realiza debate sobre Microsseguros

O Grupo L. Formolo, referência nacional no setor funerário e cremação, realizou o primeiro evento no Brasil com foco em microsseguros para diretores funerários. A 2ª Convenção Estadual Novos Caminhos, que fez parte da programação de 40 anos da empresa, ocorreu de 28 a 30 de setembro, no Hotel Samuara, em Caxias do Sul.

A abertura oficial do evento foi marcada por um coquetel de confraternização com pronunciamento do diretor executivo do Grupo L. Formolo, Valduino Formolo. “Sentimo-nos honrados em contar com a presença de vocês. Nosso objetivo é desenvolver e solidificar esta parceria, através da discussão e da troca de conhecimentos de novos cenários que interferem em nosso mercado”, afirmou em seu discurso.

O Grande Mercado do Microsseguro, tema da primeira mesa de debates, teve como foco apresentar o que é o microsseguro, suas vantagens e desafios, para o mercado funerário. De acordo com a responsável pelo setor de Microsseguros e Coordenadora Substituta da Coordenação de Estudos e Estatísticas da Coordenação Geral de Produto da Susep, Maria Augusta de Queiroz Alves, o microsseguro é um produto voltado para pessoas de baixa renda, classes C/D, com média de 2 a 3 salários mínimos. “Hoje em dia essa população representa 100 milhões de brasileiros, sendo que a maioria não tem nenhum tipo de seguro”.

Para o Diretor de Vida e Saúde do Grupo Mapfre Argentina, Nicolás Jasper, o microsseguro é uma oportunidade clara de avanço para o país. “Nunca se trabalhou esta parte da população e para as funerárias pode representar uma excelente oportunidade”.

De acordo com Consultor Técnico da Área de Relações com o Mercado da CNseg, Ricardo Tavares, cada seguradora terá a sua estratégia de atuação, mas atuará de acordo com a norma regulatória. Para vender o microsseguro, Maria Augusta informa que todos deverão passar por um curso na entidade. “Teremos quatro possíveis frentes de relacionamento: corretores de microsseguros - pessoas da comunidade, corretores tradicionais, correspondentes – por exemplo, as funerárias, e estipulante, empresa que representa os interesses do segurado”, comenta.

Para o sócio da Gravina Advogados, o advogado Maurício Gravina, a venda de microsseguros não está no core business da funerária, por isso não representa ser um negócio atrativo. “As seguradoras não prestarão serviços funerários e vice-versa”.

O Mercado e suas Operações, tema da segunda mesa de debates, teve como objetivo esclarecer dúvidas do setor em relação ao mercado segurador. Segundo Valduino Formolo, atualmente existe um grande problema que são as plataformas das seguradoras. Elas entram em contato com as funerárias para que reduzam os preços do valor já acordado para a assistência funeral. Esta colocação foi vista pelos integrantes da mesa de debates (CNseg e Susep) como uma novidade. “Tínhamos desconhecimento sobre esta atuação no mercado, mas iremos nos informar a respeito.”, informa o coordenador da Coordenação Técnica de Especializadas da Susep, Andre Belém Ferreira da Silva.

De acordo com o diretor Comercial da Diretoria Geral da Mapfre, Sérgio Machado de Oliveira, a Mapfre credencia diretamente as funerárias, não tendo intermediários ou plataformas entre a seguradora e as funerárias. “Temos um call center próprio e mais de 3,8 mil funerárias cadastradas no país”, comenta.

Sucessão Familiar
Entre um debate e outro sobre microsseguros, os presentes puderam assistir a palestra sobre sucessão familiar da sócia-fundadora da Geyer Ehlers Desenvolvimento Organizacional/Instituto Sucessor, Magda Geyer Ehlers. “Na sucessão familiar ocorre a passagem do modelo individual (empresa do dono) para o modelo societário (profissionalização). Geralmente neste processo de transição a empresa adota um novo modelo de gestão, onde a família forma um conselho” afirma.

De acordo com a consultora, todos os dias temos sinais de onde estão os conflitos. O primeiro passo é a sensação de desconforto, depois se concede ou se cobra, e por último ocorre o conflito, no qual temos duas alternativas: resolvemos a origem ou rompemos.

Galeria de Fotos

Making Of

Voltar